Artigo

IA pode ser útil no gerenciamento de polifarmácia

ChatGPT demonstra potencial no gerenciamento de polifarmácia e na desprescrição de medicamentos entre idosos, segundo estudo publicado online em 18 de abril no Journal of Medical Systems. Arya Rao, da Harvard Medical School em Boston, e colaboradores avaliaram o desempenho do ChatGPT em decisões de desprescrição binárias (sim/não) em cenários clínicos padronizados.

Os pesquisadores descobriram que, nas decisões binárias de desprescrição, o ChatGPT recomendava universalmente a desprescrição de medicamentos, independentemente do estado das atividades da vida diária (ADL) em pacientes sem histórico de doença cardiovascular (CVD). Entre pacientes com histórico de CVD, as respostas do ChatGPT variaram por replicação técnica. O intervalo para o número total de medicamentos desprescritos foi de 2,67 a 3,67 (de sete), não variando com o estado de CVD. No entanto, o número de medicamentos desprescritos aumentou linearmente com a gravidade do comprometimento de ADL. O ChatGPT desprescreveu preferencialmente medicamentos para dor.

Marc Succi, M.D., autor sênior do estudo e da Medically Engineered Solutions in Healthcare Incubator, Innovation ...

Continue lendo este conteúdo na íntegra

Faça Login ou Crie sua Conta Grátis

Próxima Notícia

Medicamentos para HIV Podem Reduzir o Risco de Doença de Alzheimer? Um Estudo Promissor Revela Novas Possibilidades