Artigo

Detecção de pólipos serrilhados melhora com uso de Propofol durante colonoscopia

O estudo retrospectivo de coorte comparou as taxas de detecção de pólipos entre sedação com propofol e sedação moderada em uma amostra completa de 54.063 colonoscopias. Em uma amostra restrita, que incluiu endoscopistas e instalações com uso de sedação por propofol variando entre 5 e 95% (18.998 colonoscopias), ajustes de escore de propensão e agrupamentos no nível do endoscopista foram utilizados.

Os pesquisadores descobriram que a prevalência de pólipos serrilhados era significativamente maior com o uso de propofol em comparação com a sedação moderada, tanto na amostra completa (34,0% versus 24,5%) quanto na amostra restrita (30,3% versus 25,7%). A regressão logística multivariada na amostra completa mostrou que o propofol estava associado a uma maior detecção de neoplasmas, adenomas e pólipos serrilhados (razões de chances ajustadas de 1,25, 1,07 e 1,51, respectivamente). Um tamanho de efeito atenuado, mas ainda estatisticamente significativo, foi observado para pólipos serrilhados na amostra restrita (razão de chance, 1,13), mas não para adenomas ou qualquer lesão neoplásica.

Dr. Quaye comentou que o propofol pode aumentar o...

Próxima Notícia

Impacto da COVID-19 na Hospitalização por Vírus Respiratório Sincicial em Crianças