Artigo

Ibuprofeno vs Valproato: nova possibilidade de tratamento para crise de migrânea no pronto-socorro?

Escrito por Eduardo Abrão Spínola Rezk| Revisado por Dra. Jessica Caetano Barbosa

Tratamento da crise de migrânea

Não é incomum encontrar modelos prontos de prescrição para a crise de migrânea nos computadores dos pronto-atendimentos Brasil afora. Entretanto, existem alguns paradigmas baseados em evidências que devem ser seguidos quando abordamos o tratamento de uma condição que costuma ser episódica, mas pode ser incapacitante.

Classicamente, anti-inflamatórios não esteroidais e triptanos são os fármacos mais escolhidos para o tratamento da crise de enxaqueca no Departamento de Emergência (DE), isolados ou em associação, sendo considerados a primeira linha. Antieméticos antidopaminérgicos como a metoclopramida também têm nível de evidência satisfatório na redução da dor. (1)

Apesar de ter um efeito limitado no controle da dor no momento agudo, o uso de corticoides via parenteral demonstrou diminuir a recorrência da crise após o tratamento agudo.(2)

Vale também ressaltar a forte associação entre o início precoce do tratamento farmacológico com o sucesso em interromper a ...

Próximo Artigo

Acidentes escorpiônicos: um agravo potencialmente fatal