Artigo

Síndrome de Sjögren: uma perspectiva neurológica

A Síndrome de Sjogren (SS) é uma doença autoimune complexa que afeta as glândulas salivares e lacrimais, causando sintomas de ressecamento (sicca). Além disso, ela pode apresentar manifestações neurológicas que impactam o sistema nervoso.

É importante, nesse sentido, conhecer os aspectos neurológicos da SS, incluindo o envolvimento do sistema nervoso periférico e central, com foco em diagnóstico, tratamento e prognóstico.

Diagnóstico

O diagnóstico da síndrome de Sjögren (SS) é desafiador devido à sua apresentação clínica variável e à sobreposição de sintomas com outras condições. Os critérios de classificação ACR-EULAR 2016 são amplamente utilizados para definir a SS em estudos clínicos, embora não devam ser utilizados isoladamente para diagnóstico clínico.

Além dos sintomas clássicos de boca e olhos secos, o diagnóstico pode ser apoiado por achados como aumento das glândulas salivares, alterações nos testes sorológicos (por exemplo, presença de anticorpos anti-Ro/SSA e anti-La/SSB, fator reumatoide) e biópsia de glândula salivar labial.

É importante considerar mimetizadores de SS, como ou...

Próxima Notícia

Papel de destaque da enfermagem contra HIV/AIDS, tuberculose, hepatites virais e ISTs