Artigo

Médicos relatam sintomas atípicos e graves em pacientes com sífilis

Segundo uma equipe liderada por Amy Nham, Pharm.D., M.P.H., oficial de primeiro ano do Serviço de Inteligência Epidêmica alocada ao Departamento de Saúde Pública de Chicago, formas neurológicas, oculares e auditivas (NOO) de sífilis, que podem ser severas, estão sendo cada vez mais diagnosticadas. A equipe identificou 36 possíveis casos de sífilis NOO na área de Chicago, relatados entre janeiro e agosto de 2023. Desses casos, 20 envolviam neurosífilis, 17 afetavam os olhos e um caso estava relacionado a problemas auditivos.

Homens foram os mais afetados, com mais da metade se identificando como heterossexuais. Tradicionalmente, a sífilis NOO é mais frequentemente vista entre pessoas HIV-positivas, mas nos casos de Chicago, dois terços dos afetados não estavam infectados com HIV.

Os pesquisadores observaram que "sinais ou sintomas consistentes com sífilis NOO muitas vezes eram a única manifestação apresentada". Eles recomendam que os clínicos considerem a sífilis NOO mesmo em pessoas que não apresentem os sinais e sintomas típicos de sífilis e em indivíduos sem HIV.

Em uma entrevista à CNN, Nham destacou que "os médicos d...

Próximo Artigo

Estratégias para Avançar na Carreira Médica