Pfizer divulga bula da vacina contra Covid-19 para médicos e profissionais da saúde


A farmacêutica norte-americana Pfizer enviou neste domingo (6) um documento detalhado para profissionais de saúde do Reino Unido com informações sobre a sua vacina contra a Covid-19. O documento informa que o imunizante não deve ser aplicado em grávidas ou mulheres que estão amamentando.

A vacina da Pfizer, desenvolvida em parceria com a empresa BioNTech, é uma das quatro que estão sendo testadas no Brasil. O país ainda não fez acordo para adquirir a vacina, mas, em meados de novembro, o governo recebeu executivos da Pfizer para, segundo o Ministério da Saúde, “conhecer os resultados dos testes em andamento e as condições de compra, logística e armazenamento oferecidas pelo laboratório”.

Na última terça-feira (1º), a Pfizer pediu autorização para uso de sua vacina contra a Covid-19 na Europa. A decisão deve sair até 29 de dezembro.

Contraindicações na bula da vacina da Pfizer

Mulheres grávidas foram aconselhadas a não tomar a vacina devido à falta de evidências sobre os possíveis danos que ela pode causar. Além disso, a indicação é que as mulheres não engravidem nos três primeiros meses após a vacinação.

Também por falta de estudos e comprovações, crianças menores de 16 anos também não serão vacinadas no Reino Unido. Porém, o documento informa que “apenas as crianças com alto risco de exposição e resultados graves, como crianças mais velhas com neuro-deficiências graves que requerem cuidados residenciais, devem receber vacinação.”